Histórico


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     Jornal da Praça
     Preto & branco em cor
     Jornal apocalipse


     
     
    A Saideira


    a gente nunca perde a deixa, nem a licença poética, nem a mão, nem o dom (de ser poeta ou de ser mãe - sei lá)

    Maria, minha pequena desculpa para acordar na madrugada Minha deixa para dar bom dia e entrar em cena com a maria mais linda de todas A menina dos sonhos Dos olhos enormes que mora no quarto do lado do meu Que dorme no colo que é meu Que sonha seu sono tranquilo sem saber quando ou como adormeceu Dorme minha maria, que ao acordar sobrará tua alegria distante de qualquer perigo e na tua boca de quatro dentes a sorrir, saberei, você terá sonhado comigo

     

    rebecca nfm (m de mãe)



    Escrito por rebecca às 07:59:05
    [ ] [ ]



    em abto.org.br/estendaamao

     

    Novartis Doação de Órgãos

     

     



    Escrito por rebecca às 20:34:18
    [ ] [ ]



    a Saideira sugere - novamente - um rápido teste de cidadania

    São (até o momento) 26 perguntas. Aceito novas sugestões.

    Não Alfredo, NÃO PRECISA ME ENVIAR O RESULTADO!


    1–Joga bitucas de cigarro, papel de bala ou panfletos, na rua?

    () opa  () nem pensar

    2–compra Cd´s ou DVD´s piratas?

    () SIM   () NÃO 

    3–estaciona o carro em vagas especiais (de idosos ou deficientes físicos)?

    () é né...   () nunca

    4–paga “por fora” a renovação da carteira de motorista?

    ()sim  () não  

    5–usa aparelhos “anti-radar” nas estradas?

    () sim   () não

    6–ainda na estrada, diminui a velocidade só onde tem radar?

    () sim   () não

    7- já votou ou pretende um dia votar no Maluf?

    () SIM   ()NÃO 

    8–Sua TV a cabo é um “gato” puxado do vizinho?

    () é nóis!   () É NÃO 

    9–Molha a mão do técnico da TV a cabo (ou por assinatura) pra ele liberar mais canais?

    () SIM   ()NÃO

    10–já usou a frase “você sabe com quem está falando?” ?

    ()SIM    ()NÃO

    11–Usa influência para furar filas de boates, restaurantes ou bares?

    () SIM  () NÃO

    12–vai de muletas ao banco mesmo sem ter nenhum problema de locomoção só para entrar na fila preferencial?

    () SIM   () NÃO

    13–Permanece sentado em assentos especiais e finge não ter visto o velhinho ou a moça grávida em pé ao teu lado?

    () SIM   () NÃO!

    14–Contrata idosos para pagar diversas contas no banco?

    () SIM   () NÃO

    15–dá esmolas no semáforo?

    () SIM   () NÃO

    16–trafega pelo acostamento?

    () SIM   () NÃO

    17–pára o carro em fila dupla pra buscar o filhinho na escola? (válido também para o pãozinho na padaria)

    ()SIM   () NÃO

    18–Costuma dizer que jogando latinhas na rua estará contribuindo para a economia e geração de empregos?

    () SIM   () NÃO!

    19–Joga todo o lixo num mesmo recipiente sem nenhum tipo de coleta seletiva?

    () SIM   () NÃO

    20–costuma demorar 25 minutos (ou mais) no banho ou tomar banho de banheira 1 vez por  semana?

    () SIM   () NÃO

    21-Compra produtos de 2ª mão mesmo tendo absoluta certeza de que são produtos roubados?

    () Opa!   () não

    22–Esquece-se em quem votou para os cargos de vereador e deputados (estaduais e federais) nas eleições passadas?

    () SIM   () NÃO

    23–deu mais atenção ao caso Isabella do que à CPI dos cartões que acontecia na mesma época?

    () SIM   () NÃO

    24–ao dirigir, continua na mesma velocidade quando passa por uma poça d´água e algum pedestre está por perto?

    () SIM   () NÃO

    25–solta balões?

    () SIM   () NÃO

    26-Leva o cachorrinho pra passear e nem se importa em levar um saquinho pra recolher as suas (dele) cacas?

    () SIM   () NÃO

     por rebecca nf

    colaborou lilian alves



    Escrito por rebecca às 21:29:12
    [ ] [ ]



    garçom, abre a conta!

    Sem resumos do que aconteceu nos últimos meses. Quem viu, viu. e sentiu e amou e sorriu.

    agora devo ao meu João uma porrada de protestos.

    o daqui não será contra o Sarney, mas começa contra seus capangas...

    mais sobre a biografia de Wellington Salgado - suplente de Hélio Costa e coincidentemente maior doador de sua (do Hélio) campanha - no portal transparência através do link http://www.excelencias.org.br/@casa.php?id=30114&cs=2

    Ideliiiiiiii...see ya

    cuidado com os menos poderosos...eles mantém os poderosos, poderosos.

    não vamos permitir que eles voltem ao poder nas próximas eleições!



    Escrito por rebecca às 21:02:14
    [ ] [ ]



    do meu amigo...a saideira



    Escrito por rebecca às 22:55:20
    [ ] [ ]



    passou no café

    Pisaram nos calos. De tempos em tempos. Os estilos mais livres. Os instintos mais lentos. A música alta. A menina da turba. Ouço a nota da corda. Resta a letra cansada. E calos pisados. Eu? Acorda! Não, eles! Os descamisados. Há tempos traídos. Nos sonhos escassos umbigos sucumbidos aos preços. E aos pedaços de terra. Quem me dera ser forte pra ignorar a morte. Minha? Acorde! A deles. A que se faz nas filas. A do último suspiro que se ouviu na ponte. A mesma do tiro de ontem à noite. A mão dos poetas mais tristes. A letra cansada que existe. E persiste na lentidão do acaso. No prato raso de comida. E mel. Na vida nobre que adoeceu. Quem? Estes daqui que você não conhece. Eu? Quem sabe...o instinto é mesmo coisa do fogo e do lento sono que arde.

     

    rebecca nf

    publicado no Café Literário#37 que começa a ser distribuído (gratuitamente, como sempre foi) a partir das 24h do dia 20 de junho de 2008



    Escrito por rebecca às 22:35:36
    [ ] [ ]



    a Saideira avisa...

     

    img. rebecca nf



    Escrito por rebecca às 02:47:05
    [ ] [ ]



    Homenagem dA Saideira para o Dia das Mães

    A Débora (Aligieri) dirá que virá há 50 catástrofes o dia da mudança, mas pra não copiá-la direi que virá há 200 dias do calendário lunar, a morte de um governo que pra quem ainda não entendeu, está morrido. Enterrado. Debaixinho da terra, como todos os gritos que ousamos gritar (lá no nosso mais profundo “eu”, pois de lá, sabemos, não sobrou resto de grito algum) e engasgamos.

    É nisso que se resume nosso – brasileiro -  calor humano. Enquanto não paramos pra ler a notícia do jornal (deste, inclusive) pra entender por qual buraco o pepino entrou, qual turbina foi pro saco, quando índio deixou de ser índio e quando brasileiro deixou de ser português. Não descobrimos como alguém como o Sr. Retirante conseguiu virar um direitista sistemático no sentido de não ser mais ele, mas da turma, o sistema. E poxa, a gente já faz parte do século vinteum. Bem longe de 1984. Aqui a gente tem gente de olho. Olhos de verdade. Famintos por justiça. De fome. De proteínas, cálcio e você sabe o quê mais. Sim, a gente tem ficado mais do que de olho: a gente adora dar ouvidos. E palpites. Você, o cara que me deixou escrever isso, o coitado que até hoje tem seqüelas após a repressão dos anos sessenta, o biriba, a ambulante formal. Todos que pagamos o preço alto desse risco-país entre duas nações totalmente distintas (to falando do nosso país e o dos caras que vivem num braxil que a gente ainda não conhece) estamos de olho. E de orelha em pé. E cheio de cornos, pois sabemos, estão nos traindo. E também, estamos com a língua maior que a boca. Tamu dando palpite até no corte de cabelo do poddle da moça da revista. Mas os nossos dois olhos (pra quem tem os dois) estão de olho. Um na tevê pública, outro no cabo da tevê do vizinho. Quem tem só um, ta de olho também. Quem não tem, ta escutando (com meus sentimentos...em algumas horas era melhor ser surdo, inclusive). 

    Ai Rebecca, pegou pesado...mas assim, só pra lembrar (e terminar)...

    ...o governo morrido enterrado te levou junto pra debaixo da terra. Você engasgou na hora da última pesquisa. Você nem gritou “FORA” quando um desses sistemáticos caras da turma estupravam tua mãe, pátria.

    Ou quantas mães você acha que terá pela frente?

     

    rebecca nf



    Escrito por rebecca às 09:43:32
    [ ] [ ]



    chegou!

    Há alguns anos era a Esquerda Festiva. Hoje a Elite Golpista. Amanhã, ajuda aí, Anarquistas Encantados ou Intelectuais de Araque, Burguesia (pobre) Traidora ou Classe C Vingativa (essa eu vou guardar pros meus netos!). O que irrita é ser rotulado e ter menos espaço no horário nobre da tevê ou na capa do jornal pro tal direito de resposta. Irrita ter que engolir a seco o crescimento da economia enquanto a discussão (aqui) é pela saúde, educação e segurança públicas! Aí fica sentadão com cara de tacho, algo como um morter, na Catalunha. E o nó na garganta vira gastrite desse jeito. Ele e a sangria da Catalunha! A Eliteira Golpista aqui, só quer saber quando alguém vai ensinar o Joãozinho que está no quarto ano do Ensino Fundamental a ler o gibi da Mônica porque o Joãozinho só sabe ler Jo-ão-zi-nho e, me contou sua mãe, que não é problema na vista. Porque se o Joãozinho não aprender este tipo de coisa o pai da Mônica vai continuar sendo alvo de seqüestros e a mãe do Joãozinho vai continuar doente na fila. E a gente vai continuar engolindo as mentiras do horário nobre e não vai ter o direito de resposta e vai virar a Classe C Vingativa, que um dia terá sido a Elite Golpista que já foi a Esquerda Festiva e vai morrer de úlcera pois a gastrite, esta sim, já terá evoluído.

     

    rebecca nf

    texto que também está na edição de Maio do Jornal da Praça - o mesmo do link da esquerda (do blog)



    Escrito por rebecca às 06:29:06
    [ ] [ ]



    a saideira informa PARTE VI

    vem aí a "Classe C vingativa"

     

    aguarde lançamento da próxima edição do Jornal da Praça, dia 19/04 deste ano.

    até lá...

    (mas enquanto isso cuide-se, vá pela sombra, use protetor solar, repelente, não tome aspirina em casos suspeitos - não de assassinato! - de bicho mesmo...enfim...fique vivo e atento e de bom humor, entendido?)

    rebecca nf



    Escrito por rebecca às 05:34:56
    [ ] [ ]



    Arte na Praça

     

    A Feira de Arte da Praça Benedito Calixto, em São Paulo, acaba de ganhar mais uma alternativa de arte & cultura. Trata-se do projeto Arte na Praça, criado, elaborado e desenvolvido pelo Jornal da Praça em parceria com O Autor na Praça. A idéia é apresentar mensalmente no Espaço Plínio Marcos um artista e sua obra através de happenings e exposição de seus trabalhos, proporcionando um contato direto entre artista e público.

    Abrindo esta nova fase, Arte na Praça apresenta dia 12 de abril a partir das 14h, o artista performático Ivald Granato, que também irá autografar seu novo livro Ivald Granato Art Performance, parte da Coleção Portfolio Brasil lançada pela J.J. Carol Editora. A obra mostra performances do artista do período de 1978 até os dias atuais.


     

    Granato é um dos grandes nomes da arte brasileira, além de exercer grande representatividade junto aos meios acadêmicos e artísticos, projetando o trabalho de artistas no mercado europeu. Para saber mais clique aqui
     
     


    Escrito por rebecca às 22:37:36
    [ ] [ ]



    a saideira comeu bola e esqueceu-se de atualizar (diferente de "atualizar-se", veja bem...)

     

    E, no acidente, ele bateu as botas, esticou as canelas, foi pro inferno embora alguns irmãos insistam que tenha sido pro céu. E não mudou nada já que quem tem carro, vai continuar brigando com quem tem moto. E quem tem moto vai protestar no caminho. E quem tem grana, vai continuar com medo de quem não tem. E quem não tem grana vai seguir com medo de ter. ou de ter por perto quem tenha. E quem caça com gato vai continuar sem cão. Quem ouve rap vai achar jazz questionável, mas hip hop que é bom vai virar coisa pop pra quem não entende nada de soul. E quem é paciente vai colocar a culpa no médico. E quem é médico, vai ter que ser paciente. E quem é gente vai virar bicho. E os bichos vão virar epidemia. E a gente vai fugir dos mosquitos e comprar mais repelentes. E a nova era continuará a ser inimiga, quando menos, estranha. E as músicas vão continuar sendo fracas, quando muito, desfiles de bundas. E as bundas serão as nossas. E a gente nunca vai reclamar com quem devia. E nunca vai culpar quem merecia. E nunca vai exigir as soluções corretas. E vai continuar no fogo amigo. E vai morrer a ver navios, na praia, de boca aberta, lambendo o chão com a cara na sarjeta, onde tudo começou...

     

    rebecca nf

     

     

    comentário meu #1: achei esse texto perdido numa das pastas do computador e não lembro se já foi publicado. Se foi vocês certamente não leram pois nem eu lembrava dele. Se não foi, taí. Achei que vocês iriam gostar. Se não gostarem é só reclamar. Se gostarem não precisa de elogios. Tô satisfeita por hoje.

     

    comentário meu #2: o que me deixa brava nesse texto é que ele tem ares de valer pra daqui dez ou vinte anos.

     

    comentário meu #3: o legal é que se valer daqui dez ou vinte anos é provável que a minha irmã que hoje tem só doze encha o peito pra falar "esse texto é da Tata"

     

    comentário meu #4: "Tata" sou eu (só pros meus irmãos).



    Escrito por rebecca às 05:39:02
    [ ] [ ]



    o lê o Le o le o lá

     

    img. rebecca nf



    Escrito por rebecca às 08:39:48
    [ ] [ ]



    ziriguidum balangandan

    da série ninguém escapa - pois nem o carnaval escapou da censura.

     

    Pois a coisa é assim (vamos deixar predileções de lado): é (o carnaval) uma tal de grande arte. Dizem, o MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA! (quem sou eu pra falar se gosto ou deixo de gostar?). Mas na boa, carnaval, pra quem não dormiu nos últimos dez anos, tem se revelado belo, em belas cenas teatrais, belos estranhos e belos cenários. E por mostrar e se revelar tudo isso, é livre!

    Livre como aqueles que escrevem. Como os que (ainda) são desenhos animados. Como os atores e dos teatros. E como aqueles dos filmes e...tá, explico sem mais embromation, lembrei que muita gente comenta sobre a tal apresentação da peça RODA VIVA do Chico Buarque. Tava todo mundo lá. Quer dizer, tem muita gente que (opinião minha)  fala que estava lá pra de uma certa forma - na cabeça deles - fazer parte da história (ninguém vai lembrar, uai). O Alfredo mesmo jura de pé junto que foi segurança. Se eu acredito? Enfim...só sei que naquela época a censura pegou pesado. O pessoal se ferrou bonito. O negócio foi tão forte que fico eu, que não tive nada nem idade pra isso, contando a história. Por nada... só lembrei disso porque queriam proibir manifestações com cenários do holocausto numa escola de samba, dia desses.

     

    E a negada proibiu.

     

    Porque é assim no país do carnaval. A gente dorme e nem se dá conta.

    Acordou? 

     

    rebecca nf.

     



    Escrito por rebecca às 07:02:21
    [ ] [ ]



    CPI DA SAIDEIRA

    Se eu quero ou não CPI´s? é claro que quero. Se elas resolvem alguma coisa? É claro que não. Mas e daí? Quero mais é que estes caras virem manchete. Quero mais é vê-los até de madrugada no meio de acusações daqui e xingamentos de lá. Implorando pra ir embora. Cansados e com olheiras. Sendo filmados pra gente assistir na televisão caso esteja de saco cheio da novela. Que se façam oito mil CPI´s. Que sejam oito mil circos. Que não existam oito mil condenações. Até porque o melhor é não deixar acontecer, mas como a gente deixa, às favas se isso não resolve. Quero CPI pra tudo. Antes e depois do carnaval. De dia e de noite. Pras coisas grandes e pequenas afinal, ainda está bem claro na minha cabeça e na minha compreensão sobre o que é dignidade que a única diferença entre roubar oito reais ou oito milhões é só o recheio da tapioca.

    Então, pra ficar tudo bem esclarecido, segue uma receita da dita cuja.

    Numa tigela, deixe a fécula de mandioca de molho por 2 horas. Escorra a água e coloque a fécula sobre um pano branco. Deixe secar por 2 horas e, em seguida, passe por uma peneira. Leve ao fogo baixo uma frigideira de ferro ou antiaderente, sem untar. Mantenha a chama baixa. Com uma colher, coloque um pouco de massa na frigideira, alisando para ficar bem macia, por cerca de 3 minutos, ou até a tapioca ficar “ligada”. Repita a operação até terminar a massa.

     

    Bom apetite

    rebecca nf

     

     

    atualizado às 22:01 ... pq tem que ser "pano branco"?



    Escrito por rebecca às 22:03:43
    [ ] [ ]



    a saideira informa pela segunda vez!

    as vezes, se você acha que viu a luz no fim do túnel, dê uma olhada no espelho!

    parece que não, mas o ângulo (ou circunferência) das "coisas" pode mudar tudo.

    mas tudo depende de que lado você está do pára brisa.

    e vice-versa

    foto rebecca nf (ah vá!)



    Escrito por rebecca às 05:07:24
    [ ] [ ]



    a saideira informa

    não, nem sempre meus caros, há luz no fim do túnel.

    acontece...

    foto rebecca nf



    Escrito por rebecca às 05:00:14
    [ ] [ ]



    pensamentos positivos

    Torço por notícias boas nos próximos 3 meses.

    Afinal, notícia ruim + Big Brother ninguém merece, né?

    Ooooommmmmmmmm



    Escrito por rebecca às 19:45:01
    [ ] [ ]



    um ano de saideira!!! e terríveis previsões

    Naquele último dia do ano, cheguei a conclusão, após as corriqueiras reflexões acerca do que eu tinha feito (ou não), que é melhor não contar jamais com as minhas previsões. Ou contem, sabendo que de futebol eu arraso nos espaguetes ao sugo de cada domingo. Estava crente, em Setembro, que o Senador Renan Calheiros cairia. Não caiu. Pateticamente, chorei (tenho vergonha de falar isso. Dá uma impressão de amor à pátria...). Achei também que pagaria CPMF depois de 2011 por muito mais tempo. Errei feio. Acho agora que o aumento da IOF não será derrubado (ou seja, podem comemorar.). Cogitei o casamento do Aécio Neves with Miss Brasil e que portanto teríamos uma primeira-dama vice-universo. Mas não ouvi mais nada sobre os dois. E nem sei se é verdade que eles tiveram um casinho. Peralá! quem foi que disse que o cara será presidente da república? Oui oui...provavelmente mais uma previsão furada. Contentamo-nos com senhoras feias e plastificadas que tentam melhorar o visual às nossas custas. Ao menos a vice-miss universo não iria gastar tanto em dermatologista. Ou não. Sei lá. Também dei com a cara na porta quando tive absoluta certeza que o Hugo Cháves conseguiria consolidar sua ditadura e fazer as alterações que bem entendesse na constituição daquele país, reelegendo-se quantas fezes, digo, vezes lhe desse na telha. Toooma! Se tivesse grana pra investir na bolsa, certamente teria apostado no dólar afinal não sou a única a fazer previsões erradas. Né, economistas? No dia das mães, quando transferiram o Marcola pra outra prisão, achei que teríamos novamente aquele temor PCC que só faz piorar o congestionamento de carros na cidade. O dia das mães, como sabem, foi um sucesso. Esperei (depois de tanto investimento) que o Lula fosse ovacionado na abertura dos jogos Panamericanos e deu no que deu. Não acreditei nas condenações do pessoal do mensalão, mas passou pela minha cabeça que - pelo menos - o Marcos Valério não escaparia. Dobradinha! Sem falar nas previsões óbvias como o Hamilton ser campeão na F1, O cristo perder de raspão na eleição das sete maravilhas e o Corinthians continuar na primeira divisão. Sim senhor!  Sinceramente, continuo achando que os quadros roubados do Masp já saíram do país e que os que foram encontrados são réplicas, pintadas pra não manchar a "reputação" do Brasil no mundo das artes, que essa história de cidade limpa dura mais 4 meses e nove dias e que o sertão, (como não?) ainda pode virar mar. Mas a vida é assim. Não tenho nem como prever se gosto ou não de miolo de boi. Por isso mesmo, (tomem nota) acho que este será o pior ano de nossas vidas. Tomara!

     

    rebecca nf



    Escrito por rebecca às 03:48:51
    [ ] [ ]



    saideira pra CPMF é refresco...

    img rebecca nf



    Escrito por rebecca às 03:46:43
    [ ] [ ]



    enquanto a saideira não vem...

     

     

    A cidade encerrada no acaso de escombros

    O dia mal-feito

    A mão tímida

    Refletida

    Em mangas de rendas

    O barulho de exaustores versus pássaros

    Sem penas

    Nem Sol

    Os cantos tomados de assaltos

    Os sustos de meninas em alamedas escuras

    Rabiscadas nos lamentos de esquinas

    Grafitadas na beleza temperada

    Que sem querer te empareda

    Até que um dia

    Na cidade mal-feita

    Cheia de belas vistas

    Pouco te resta

    E entre o pouco

    E teu corpo

    Sobra o vazio atrás da porta

    Afinal, o que é mesmo o barulho do vento

    Senão uma janela

    Mal-fechada?

     

     

     

    e ao fechar a janela

    não esqueça do barulho do vento

    ou das mentiras

    deixadas de lado

    enquanto lá fora

    alguém ainda caminha

    em ruas escuras

    só pra deixar falar

    o coração


     

    rebecca nf

    poemas que estão na edição#34 do Café Literário

    especial para a saideira

     



    Escrito por rebecca às 05:58:56
    [ ] [ ]



    cheiro de café novinho...

    Café Literário#34

    lançamento dia 15/12



    Escrito por rebecca às 05:47:54
    [ ] [ ]



    O bom da censura é que no Brasil nem isso os caras fazem direito!

    O dia que o Al Paccino embananou minha cuca.

     

    Lembro até hoje quando Alf (o ETeimoso) estreou na tevê. Achava o máximo, não perdia um episódio. Talvez fosse tão bacana como, para os mais velhos, era assistir A Feiticeira e Os Monstros, até porque eu não perdia os episódios destes últimos, inclusive. Mas peralá! Estamos falando de um alienígena demoníaco louco para devorar o gato de estimação da casa, de uma bruxa vadia cujas intenções são totalmente indiscretas e, obviamente de seres estranhos que não passam de aberrações em p&b. Só pode ser isso afinal, no Brasil, estes programas não são indicados para menores de dez anos (vai ver por não haver censura na minha época cresci desse jeito tão errado). Mas o legal – de verdade- é que no mesmo horário (e no mesmo Brasil) o filme do coronel Frank, aquele senhor cego que decifra perfumes de mulheres e assim todos os seus segredos, é liberado pra todas as idades. Daí que veio a confusão. E eu já estava meio confusa quando soube que, após ter PROMETIDO cento e cinquenta mil reais pras meninas do futebol, prêmio pelo ótimo desempenho nos jogos panamericanos, a CBF pagou à seleção feminina apenas dezessete mil e não se fala mais nisso. Sem falar que eu já não sei mais se o Renan Calheiros será cassado no Natal ou se volta à presidência do senado no Revellion, pois parece que tudo ficou condicionado à prorrogação da contribuição provisória atrelada à distribuição de alguns cargos na Petrobrás. E não é que na cena seguinte à frase mais linda do filme (opinião minha), quando o coronel, após transar com uma suposta irresistível prostituta, volta à limusine e diz "que mulher maravilhosa" (eu já disse que ele é cego?) o garoto Charlie que passa o filme todo tomando conta do solitário senhor, está no hotel assistindo a quê? Os Monstros! E olha que o grandalhão Hermann ganha destaque na cena. Mas não era inapropriado aos menores de dez anos? Ou liberaram porque só aparece durante pouco tempo no filme que fala de sexo, guerra, conflitos humanos, dinheiro e é abarrotado de deliciosos palavrões? Alguém tem notícias da Marta? Sei não...deve ter alguma coisa errada nesse país! Uh-Haaa!!!!!!!!!!!

     

     

    Nota:

    O Canal Nickelodeon apresenta todas as noites o programa Nick at Nite onde são exibidos os seriados Alf, A feiticeira e Os Monstros, todos com classificação indicativa não apropriada para menores de 10 anos.

    O filme Perfume de Mulher, estrelado por Al Paccino, foi exibido pelo canal AXN no último dia 22 de Novembro com classificação indicativa Livre, apropriado para todas as idades.

    Eu continuo confusa. Isso só pode ser mais uma daquelas pegadinhas. Né não, Barrox?

     

    rebecca nf



    Escrito por rebecca às 01:02:54
    [ ] [ ]



    lá no Jornal da Praça

    No Brasil, em moda no mundo todo (embora disso só tirarem proveito alguns estilistas, poucos músicos e o Carlinhos Brown) está na moda muita coisa que no final a gente nem sabe do quê chamar.
    Mulher beijar mulher na boca fingindo que é lésbica pra atrair os homens, tá na moda. Não falar nem escrever mais em gerúndio, além de estar na moda já é quase perigoso. Mudar de partido é coisa que está na moda há muito tempo mas periga ficar démodé. Aí, quero ver o deputado fashion, Clodovil Hernandes, reclamar da falta de afagos de seus pares. Aliás, falar "pares" está na moda também depois que o senador Renan Calheiros traiu os seus. Renan então, está muito na moda. Não sai da cadeira do senado nem das capas de revista (e mesmo que saia vai continuar na moda, como não?). Por isso acho desnecessário falar dele, aqui, novamente. Agora vou falar de outros assuntos da moda. A Polícia Federal, trabalhar duro e ver investigações (que agora se limitam aos pobres mortais) irem por água abaixo. O filme (pirata) de tropa de elite. A censura. Adesivos com a frase "tem que ter catiguria". O presidente da república com a máxima "nunca antes na história deste país". Os corriqueiros " eu não sabia de nada" que abraçam a nação. Cunhar pessoas com opiniões coerentes de "elite golpista". Senadores acuados com medo de terem algo exposto no ventilador. Os gastos (ainda) exagerados com propagandas que, segundo me explicou o prefeito da capital paulista, são obrigatórias. A playboy de outubro.
    E na tendência da patifaria republicana, 15 anos se passaram desde que arrancamos o Fernando Collor da presidência pra presenteá-lo com o cargo de senador da república, que como se vê e se sabe, não dá taaanto trabalho, mas status, muita grana (de quem mesmo?) e aquela borrachada geral na história. Ai se a moda pega...

     

    por rebecca nf

    Este texto faz parte da minha coluna Corrupção (que não tem data para acabar - nem coluna nem a dita cuja - of course) publicada na Edição #56 do Jornal da Praça que já está circulando nos melhores pontos de distribuição da Cidade e sempre na Praça Benedito Calixto - SP. Se ainda não conhece o jornal, dá pra espiar um pouco no link da saideira logo ali...



    Escrito por rebecca às 21:07:58
    [ ] [ ]



    carta minha para o ainda presidente do senado, escrita pelo Chico Buarque....long time ago TODAY

    Hoje você é quem manda
    Falou, tá falado
    Não tem discussão
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado
    E olhando pro chão, viu
    Você que inventou esse estado
    E inventou de inventar
    Toda a escuridão
    Você que inventou o pecado
    Esqueceu-se de inventar
    O perdão

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Eu pergunto a você
    Onde vai se esconder
    Da enorme euforia
    Como vai proibir
    Quando o galo insistir
    Em cantar
    Água nova brotando
    E a gente se amando
    Sem parar

    Quando chegar o momento
    Esse meu sofrimento
    Vou cobrar com juros,
    juro
    Todo esse amor reprimido
    Esse grito contido
    Este samba no escuro
    Você que inventou a tristeza
    Ora, tenha a fineza
    De desinventar
    Você vai pagar e é dobrado
    Cada lágrima rolada
    Nesse meu penar

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Inda pago pra ver
    O jardim florescer
    Qual você não queria
    Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença
    E eu vou morrer de rir
    Que esse dia há de vir
    Antes do que você pensa

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Você vai ter que ver
    A manhã renascer
    E esbanjar poesia
    Como vai se explicar
    Vendo o céu clarear
    De repente, impunemente
    Como vai abafar
    Nosso coro a cantar
    Na sua frente

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Você vai se dar mal
    Etc. e tal

     

    apesar de você - chico buarque




    Escrito por rebecca às 06:29:02
    [ ] [ ]



    a tragédia anunciada de 12 de setembro OU o senador continua sem saber o que é a saideira

    A ressaca descaradaMENTE emocional Estampada no porre DESMORALIZADO Pelo batimento dos dentes Pela tristeza dos olhos O descaso dos homens E MULHERES que do tempo - debaixo do mesmo céu - fizeram cair navalhas e raios de sol
    Estampada a fraqueza dos lábios
    Esgotados os shots de pinga be erre até que do céu de onde chovem navalhas despencam photografias E estranhos olhares vencidos ABERTAmente vencidos singelaMENTE molhados pela frustração do jantar deste dia
    Pela alegria de esperar a manhã da confusão incerta
    da perfeição do acaso com pão e manteiga

     

     

    rebecca nf



    Escrito por rebecca às 05:56:43
    [ ] [ ]



    a saideira pergunta:

    rebecc@lemão



    Escrito por rebecca às 05:31:58
    [ ] [ ]



    Moral da história

    "Precisamos moralizar este país". É o que se escuta por aí. O problema é que falta brasileiro pra entender o significado disso. Há quem exija moral do governo e horas mais tarde molha a mão do despachante pra renovar a carteira de motorista, caçada após tantas infrações de trânsito que nem as gorgetas dos senhores guardas de plantão puderam ajudar. Existem também aqueles senhores mumificados que, sem noção do tempo em que vivem, criticam a questão "moral" de uma juíza que, corajosamente, resolveu despachar na rua já que dentro do tribunal as portas fecham quando bate o sinal. Sr. conservador, desmoralizado é um poder judiciário abarrotado de papéis e pessoas sem vontade pra despachá-los. Deixa a mulher trabalhar, já que o presidente da república não o faz! Também criticam a moral do vilão da vez, sr. dono do Bahamas. Vilão na visão destes alienados que tentam decifrar a falsa moral. Oras! Quem são os senhores políticos pra questionar a moral de uma casa de prostituição? O que fariam estes senhores sem estas casas com suas voluptuosas mulheres? A propósito, quem aqui vai questionar a moral de uma prostituta? Quem foi que disse, quando e com quais palavras que puta não tem moral?! Imoral é a ministra do turismo, senhora Marta Suplicy que além de não ter aberto mão do sobrenome que lhe deu fama (e dá ares de bom caráter) sai dizendo aos brasileiros frases IMORAIS em momentos de tensão. IMORAL é conceder benefício de 300 reais para policiais ao invés de aumentar seus salários. É dizer que 300 mil vagabundos públicos serão efetivados com todos os benefícios dos concursados públicos garantidos, pagos com a minha grana e da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) que IMORALMENTE seguirei pagando, provavelmente pro resto da vida, depois de 2011. Precisamos sim moralizar o país, mas antes talvez seja melhor aprender o que significa a questão moral. Pra saber em quem apontar o dedo. Pra entender em quais momentos deixamos de ser as vítimas e passamos à condição de perpetuadores da imoralidade. Porque falar é fácil, mas admitir que você vai sim esperar na fila pois tem mais gente na frente, é outra história.
     
    rebecca nf


    Escrito por rebecca às 23:10:19
    [ ] [ ]



    a Saideira ficou sabendo que...

    É sucesso na China, o jogo online onde a principal missão é matar políticos corruptos. Segundo seu criador, Hua Tong, o game desperta valores éticos e condena a corrupção. "Através do jogo, os jovens serão mais positivos e valentes na luta contra a corrupção no mundo real", conta o inventor. Os jogadores podem usar diversos truques para acabar com os políticos corruptos, inclusive o assassinato com armas sofisticadas. Dos jogos para a vida real,  em julho A China executou o ex-chefe da área de controle de remédios e alimentos, Zheng Xiaoyu, condenado por corrupção (ele aceitou subornos no valor R$ 1,6 milhão de oito empresas e não cumpriu seus deveres) no mesmo mês o líder do partido comunista, Chen Liangyu, foi expulso do partido e será processado por ter se envolvido num dos maiores escândalos de corrupção na história daquele país. No Brasil, segundo recente pesquisa realizada pelo instituto Vox Populi, o deputado Paulo Maluf tem 10% das intenções de voto nas eleições para prefeito da capital Paulista.

    Escrito por rebecca às 04:43:55
    [ ] [ ]



    prêmios da saideira

    O (até o presente momento) presidente da Infraero, José Carlos Pereira, recebe o Troféu Peppino Di Capri em festa de gala realziada pela A Saideira. Na solenidade foi servido muito pepino. Cozidos e cortados corretamente, inteligente e calmamente trabalhados, seguindo as orientações do homenagado da noite.

     

    porque pra algumas pessoas que estão lá, comandando nossas vidinhas, a morte de 200 pessoas de bem como nós é assim: um Pepino.

    Achou o quê? que só a Marta e o Severino (e bota etceteras nisso, Rebecca) eram os únicos capazes de nos fazer morrer de vergonha?



    Escrito por rebecca às 23:26:13
    [ ] [ ]




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]